Radiação câncer de mama

A radiação pode aumentar o risco de câncer de mama em algumas mulheres

Escrito Por Maria Cheng, AP traduzido por comsaudebrasil

LONDRES – O objetivo da mamografias e de encontrar o câncer de mama, mas pode realmente aumentar a chance das mulheres de desenvolver o câncer de mama. mulheres jovens cujos genes colocá-las em maior risco para a doença. Um estudo realizado sugerido pelas principais agências de câncer europeias.

A radiação adicionada de mamografias e outros tipos de testes com radiação no peito pode ser especialmente prejudicial para elas e uma ressonância magnética. Provavelmente, um método mais seguro de triagem para mulheres com menos de 30 anos que estão em alto risco por causa de mutações genéticas, concluem os autores.


O estudo não pode provar uma ligação entre a radiação eo câncer de mama, mas é uma das maiores preocupação para a questão. A pesquisa foi publicada quinta-feira no BMJ revista.

“Isso vai levantar questões e bandeiras de aviso sobre a forma como tratar as mulheres com (gene) de mutações,” disse o Dr. Len Lichtenfeld, vice-diretor médico da Sociedade Americana do Câncer. Ele e a sociedade não teve nenhum papel na pesquisa.

As mamografias são mais frequentemente usadas em mulheres com mais de 40 anos, a menos que elas estão em alto risco, como carregar uma mutação do gene BRCA1 ou BRCA2. Tendo tal mutação aumenta o risco de desenvolver cancro mais de cinco vezes. Cerca de uma em 400 mulheres tem as anormalidades genéticas, que são mais comuns na Europa Oriental populações judaicas. Ao contrário de mamografia, de uma ressonância magnética, ou ressonância magnética, não envolve radiação.

Os testes de rastreio do cancro da mama tem sido provada a salvar vidas e é claramente benéfica para as mulheres com 50 anos ou mais que têm um risco médio de câncer de mama. Especialistas estão divididos sobre o seu valor em mulheres com menos de 50.

Alguns estudos sugeriram que as mulheres com as mutações genéticas podem ser mais sensíveis à radiação, porque os genes estão envolvidos em resolver os problemas de ADN. Se esses genes são danificados por radiação, eles podem não ser capazes de reparar o ADN correctamente, aumentando o risco de cancro.

Em vários países europeus, incluindo a Grã-Bretanha, Holanda e Espanha, os médicos já aconselham as mulheres com mutações de BRCA para obter exames de ressonância magnética em vez de mamografias antes dos 30 anos. Em os EUA, não há orientação específica de uma força-tarefa principal de assessores do governo, mas a Sociedade Americana do Câncer recomenda mamografias e ressonâncias magnéticas aos 30 anos de idade para as mulheres com mutações do gene BRCA.

No estudo BMJ, os pesquisadores europeus seguiram quase 2.000 mulheres com mais de 18 anos com uma das mutações genéticas na Grã-Bretanha, França e Países Baixos. Participantes mostraram raios-X de seu tórax anteriores e mamografias, incluindo a idade do seu primeiro rastreio e o número de processos. Cerca de 850 mulheres foram posteriormente diagnosticados com câncer de mama. Cerca de metade delas tinha raios-X, enquanto um terço teve pelo menos uma mamografia, com uma idade média de 29.

Os pesquisadores não têm uma conta de quantas mulheres foram expostas à radiação no peito antes dos 30 anos, mas estima-se que para cada 100 mulheres com 30 anos com uma mutação genética, nove irá desenvolver câncer de mama aos 40 anos. Eles projetaram o número de casos aumentaria em cinco, se todos eles tiverem uma mamografia antes dos 30 anos. Mas eles alertaram os seus resultados devem ser interpretados com cautela, porque a maioria das mulheres não têm uma mamografia antes de 30.

Os pesquisadores descobriram que mulheres com uma história de radiação no peito em seus 20 anos tinha um 43 por cento no aumento do risco relativo de câncer de mama em comparação com mulheres que não tinham nenhuma radiação no peito nessa idade. Qualquer exposição antes dos 20 anos parece aumentar o risco em 62 por cento. Radiação após os 30 anos não parecia afetar o risco de câncer de mama.

“Nós acreditamos que os países que usam a mamografia em mulheres com menos de 30 deve reconsiderar suas diretrizes”, disse Anouk Pijpe do Câncer Instituto Holandês, um dos autores do estudo. “Pode ser possível reduzir o risco de câncer de mama em  mulheres (de alto risco) usando exames de ressonância magnética, por isso acreditamos que médicos e pacientes devem considerar isso.”

O estudo foi pago por grupos de câncer europeus.

Lichtenfeld disse que o estudo não deve mudar imediatamente o conselho da Sociedade Americana de Câncer, mas disse que as mulheres interessadas devem conversar com seu médico sobre as suas opções.

 “Não é possível hoje fazer uma afirmação genérica sobre o que as mulheres (com as mutações genéticas) deve fazer, mas os médicos e pacientes precisam pesar nos riscos e benefícios com cuidado”, disse ele.

Ele também alertou que as mulheres que precisam de exames que envolvem radiação não deve evitá-los por causa de temores de câncer de mama.

“Ninguém deve pensar que eles nunca devem ter um raio-X, porque eles têm o BRCA1 ou duas mutações genéticas”, disse ele. “Só tome cuidado para que os raios-X que você tem são realmente as que você precisa.”

Author: comsudebrasil

Nosso abjetivo. Queremos romper a "barreira da linguagem médica" entre o médico e o paciente, Com Informações médicas. Informações devem ser apresentados em uma linguagem clara e compreensível para que o paciente compreenda suas escolhas e decisões. Em última análise, é o paciente quem deve tomar as decisões de saúde. Acreditamos que no futuro, o mundo da medicina será dominada por um novo paciente um que procura a informação crítica sobre saúde na Internet - e que isso vai levar a um novo tipo de médico, um medico que deve ajudar o paciente a avaliar a qualidade dessas informações. A comsaudebrasil está empenhada em ajudar ambas as partes, em sua busca. comsaudebrasil é uma colaboração entre médicos comprometidos, e profissionais de saúde, especialistas em informação e pacientes que acreditam que a prática médica deve ser baseada em uma avaliação qualitativa a informação e, sempre que possível, com base nos princípios da medicina baseada em evidências. Aqui está a sua fonte de informações sobre saúde, dicas e idéias, tudo em um so lugar. A onde comer bem e fazer exercicio e fundamental para uma vida saudavel e alegre. Ferramentas para o planejamento de refeições e como permanecer ativo. Encontre uma grande guantidade de recursos e informações para cuidar da sua condiçaõ de saúde Comer Bem, Passar Bem, Viver Bem ... Remove Seu Compromisso a um estilo de vida

Share This Post On
Share This

Share This

Share this post with your friends!