Bullying – Assédio moral

Você sabia que as pesquisas descobriram que surpreendentes coisas acontecem, se os pais ou cuidadores passassem pelo menos 15 minutos de seu tempo por dia ouvindo e conversando com seus filhos?

A pesquisa também nos diz que as crianças realmente se parecem com seus pais e cuidadores.

O aconselhamento ajuda nas escolhas e em decisões dificeis.

Esta pagina que você esta lendo agora e material da campanha sobre o bullying e fazem parte de

15 ou + Faça tempo para ouvir … Faça tempo para conversar

uma iniciativa desenvolvida pela Comsaudebrasil.com

Veja Tambem

 

Abuso de Substâncias e Saúde Mental Administração de Serviços, Samsha e a comsaudebrasil.com Saúde e Serviços Humanos, para promover o desenvolvimento saudável da criança e juventude para prevenir a violência em escola.

A iniciativa baseia-se no valor que os filhos dão ao conselho que recebem dos pais e adultos importantes em suas vidas e o beneficio especiais de 15 minutos a cada dia.

O tema de ouvir e falar, no entanto, também pode ser adaptado pelos professores, conselheiros e outros adultos que estão envolvidos na vida eo futuro das crianças. Nesta parte da iniciativa nos concentrarmos a respeito do bullying.

Os princípios gerais de desenvolvimento saudável de comportamento, as mensagens trocadas entre crianças e seus pais e cuidadores em apenas esses 15 minutos ou mais por dia, pode ser instrumental na construção de um futuro mais saudável e mais seguro para as crianças como indivíduos, familiares e participantes ativos e engajados na vida de suas comunidades.

Bem-vindo ao …”Faça tempo para ouvir … Faça tempo para conversar …

sobre o assédio moral ou bullying”

Inicie uma conversa interativa.

Na escolas, adultos e crianças podem usar estes cartões para começar a conversa sobre o bullying e como evitá-lo.

Não há “resposta certa ou errada”

apenas a declarações que nos fazem pensar sobre a questão do bullying e formas de prevenir ou pará-lo.

Os cartões estão listados sob diferentes títulos para que haja flexibilidade em como as perguntas podem ser feitas para levar a um diálogo significativo sobre a prevenção do bullying e intervenções.

A base da conversa entradas são para ajudar a iniciar um diálogo significativo para o grave problema do assédio moral e a prevenção de bullying.

Não existem regras.

Todo mundo é um vencedor, se começamos a conversar e ouvir uns aos outros, mas você não pode ser um vencedor se você não responder às perguntas honestamente. Ninguém está à procura de

problemas, mas se o bullying é um problema na escola, em casa ou na sua comunidade, então esta é uma maneira segura de começar a entender e esperamos resolver o problema.

Vá em frente, comece

Lembre-se que estes são apenas para iniciar a conversa e você não tem que terminar todas as cartas para continuar falando. Use seu próprio julgamento sobre quantas perguntas a fazer, quando e por quanto tempo. Se você ou seu filho se sente desconfortável falando sobre o assunto, você pode optar por parar por um tempo e continuar a discussão em um outro tempo. Se os principais problemas surgem, por favor, procurar a ajuda de um profissional de saúde.e transtorno mental

Ouvir – Aprender – Respeitar

Estes cartões podem ser usados ​​para iniciar conversas sobre bullying e prevenção do bullying.

Sinta-se livre para adaptar as perguntas para os seus próprios estilos de conversação.

As perguntas são projetadas para gerar discussões abertas e honestas.

Tenha cuidado para respeitar quaisquer preocupações ou questões sensíveis levantadas pelas as respostas.

Novamente, se problemas surgem, por favor leia os materiais adicionais desde para este projecto, fazer uma pausa e falar sobre o assunto mais tarde, ou procurar a ajuda de um profissional de saúde mental.

Lembre de fazer copias das perguntas para repassar na escola as perguntas são só para conecar uma conversa sobre o problema do bullying.

Ouvir – Aprender – Respeitar

Perguntas Gerais sobre o “bullying”

Author: comsudebrasil

Nosso abjetivo. Queremos romper a "barreira da linguagem médica" entre o médico e o paciente, Com Informações médicas. Informações devem ser apresentados em uma linguagem clara e compreensível para que o paciente compreenda suas escolhas e decisões. Em última análise, é o paciente quem deve tomar as decisões de saúde. Acreditamos que no futuro, o mundo da medicina será dominada por um novo paciente um que procura a informação crítica sobre saúde na Internet - e que isso vai levar a um novo tipo de médico, um medico que deve ajudar o paciente a avaliar a qualidade dessas informações. A comsaudebrasil está empenhada em ajudar ambas as partes, em sua busca. comsaudebrasil é uma colaboração entre médicos comprometidos, e profissionais de saúde, especialistas em informação e pacientes que acreditam que a prática médica deve ser baseada em uma avaliação qualitativa a informação e, sempre que possível, com base nos princípios da medicina baseada em evidências. Aqui está a sua fonte de informações sobre saúde, dicas e idéias, tudo em um so lugar. A onde comer bem e fazer exercicio e fundamental para uma vida saudavel e alegre. Ferramentas para o planejamento de refeições e como permanecer ativo. Encontre uma grande guantidade de recursos e informações para cuidar da sua condiçaõ de saúde Comer Bem, Passar Bem, Viver Bem ... Remove Seu Compromisso a um estilo de vida

Share This Post On
Share This

Share This

Share this post with your friends!